Friday, September 30, 2022
NotíciaPor que meu cabelo dói?

Por que meu cabelo dói?

Existe a dor de cabeça e a dor na cabeça, que são diferentes, mas o incômodo e o desconforto que causam são os mesmos. Essa dor no couro cabeludo pode ser simplesmente em razão de um penteado ou acessório apertado ou por problemas capilares que necessitam de maior atenção e tratamentos específicos. Se a dor for constante e aparecem outros sintomas, como coceira ou feridas, é preciso consultar um médico para um diagnóstico correto.

A queda acentuada dos fios é um dos grandes causadores da dor, uma vez que os cabelos fazem a proteção desta área delicada da pele da cabeça, e com a perda deles o couro cabeludo fica exposto e sensível. Vejamos a seguir outros fatores que deixam o couro cabeludo dolorido.

Causas da dor no couro cabeludo

Oleosidade excessiva

O excesso de óleo no couro cabeludo pode causar maior sensibilidade na região, porque o acúmulo da oleosidade provoca a caspa e uma possível irritação ou inflamação da coceira oriunda da doença. O contrário também causa dor na cabeça. Quem possui o couro cabeludo ressecado fica com a área mais sensível devido à descamação que ocorre.

Procedimentos químicos

Quem realiza processos químicos frequentes no cabelo como permanentes, progressivas e colorações também pode vir a sentir dor no couro cabeludo. A irritação provocada por certos produtos causa desde uma inflamação ou descamação até queimaduras em casos mais graves.

Exposição ao sol

A exposição ao sol, principalmente em quem possui queda capilar, é outro fator que pode deixar o couro cabeludo dolorido. Pessoas que têm os cabelos mais finos ou ralos também podem sofrer com a dor provocada pela queimadura e ardência das radiações ultravioletas.

Esse incômodo pode ser prevenido com o uso de filtro solar ou de chapéus, protegendo a área da cabeça. Se a queimadura já tiver ocorrido, recomenda-se lavar os cabelos com shampoos suaves em água com a temperatura mais amena e evitar produtos com álcool.

Infecções por fungos e bactérias

Doenças infecciosas causadas por fungos e bactérias também podem provocar dor no couro cabeludo, como por exemplo a tínea. Nesses casos é muito importante buscar um tratamento urgente para não se agravar e causar um quadro de calvície irreversível.

Geralmente são tratadas com o uso de shampoos antifúngicos, como o Cetoconazol, ou aplicação de antibióticos, como Eritromicina ou Clindamicina. Se for um caso mais agravado pode ser preciso fazer um tratamento específico por vários meses.

 Dermatite

Como é um tipo de inflamação na pele, a dermatite causa no couro cabeludo sintomas como coceira, descamação, ardência e vermelhidão. Como consequência, a região atingida acaba ficando bastante dolorida e sensível.

O tratamento depende do tipo de dermatite e da sua origem. A dermatite mais comum no couro cabeludo é a dermatite seborreica, tratada com shampoos que tenham cetoconazol, ácido salicílico ou piritionato de zinco na composição. Em casos mais graves pode ser necessário o uso de cremes reparadores ou corticoides tópicos.

Tração

A dor no couro cabeludo pode ser a causa quando os cabelos ficam muito tempo “puxados”, como por exemplo em penteados e tranças muito apertados. O uso prolongado e frequente de acessórios como presilhas, elásticos, chapéu, boné e capacete também podem desencadear a dor.

Dor de cabeça

Em determinados casos, a dor de cabeça também pode causar dor no couro cabeludo. Estresse, ansiedade e depressão podem agravar os sintomas, causando também uma tensão muscular na região.

Para alívio da dor de cabeça, recomenda-se massagear o couro cabeludo, tomar um banho quente para relaxar ou tomar analgésicos e anti-inflamatórios.

Foliculite

As infecções dos folículos pilosos, popularmente conhecidas por pelos encravados, também podem causar dor no couro cabeludo. O problema se manifesta na forma de pequenas espinhas, de pontas brancas, em torno de um ou mais folículos pilosos. Na maioria dos casos é superficial, mas pode coçar e doer.

Pediculose

A pediculose, conhecida popularmente como infestação de piolhos, afeta na maioria das vezes as crianças, sendo bastante contagiosa. Os piolhos alimentam-se somente de sangue e multiplicam-se muito rápido, causando sintomas como coceira intensa no couro cabeludo que consequentemente provoca feridas e deixam a área dolorida.

Como aliviar a dor no couro cabeludo?

Conheça agora algumas medidas para amenizar o desconforto do couro cabeludo dolorido.

  • São necessários alguns cuidados ao lavar o cabelo, como evitar água muito quente e esfregar o couro cabeludo, que além de piorar a dor podem estimular um processo de descamação.
  • Usar um shampoo que limpa em profundidade sem deixar a pele ressecada. É o que tem pH ácido, também chamado “pH fisiológico”, que ajuda a controlar a sensibilidade do couro cabeludo.
  • Fazer a higiene adequada dos fios e do couro cabeludo com produtos com ingredientes calmantes, com proteção solar e que favorecem o fortalecimento dos cabelos. Evitar ao máximo a exposição a fontes de calor como secador, chapinha e babyliss.
  • Não realizar nenhum procedimento químico no cabelo durante esse período. O formol, substância encontrada nas escovas progressivas e produtos de alisamento, pode deixar o couro cabeludo mais irritado, piorando a dor.
  • Evitar prender o cabelo por muito tempo para reduzir a tensão na área.
  • Existem algumas receitas caseiras que também podem ajudar a aliviar a dor no couro cabeludo, como a infusão de calêndula ou camomila, por suas propriedades calmantes e anti-inflamatórias que proporcionam uma sensação de alívio. A aveia possui grande quantidade de lipídios e de substâncias que absorvem água, sendo uma solução para manter a pele hidratada e evitar a descamação.  A babosa e o mel possuem muitas vitaminas que ajudam a pele a recuperar sua suavidade.
  • A ingestão de água é importante para evitar uma série de problemas, inclusive a dor no couro cabeludo. Beber muita água ajuda a regenerar os tecidos, hidratar e aumentar a elasticidade da pele.
  • Aplicar compressas frias pode aliviar eventuais inflamações no couro cabeludo. Já as compressas quentes ajudam a relaxar os músculos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here