sexta-feira, novembro 26, 2021

Trasplante de cabello, tratamientos, alopecia.

HomeNotíciaDor no couro cabeludo: conheça o que causa e como tratar

Dor no couro cabeludo: conheça o que causa e como tratar

Você já sentiu dor no couro cabeludo? Possivelmente que sim, pois a maioria das pessoas sentem esse incômodo ao fazer um penteado muito apertado ou usar um acessório na cabeça, como um arco, um boné ou uma presilha. Às vezes o simples ato de comprimir algumas áreas ou tracionar os cabelos já é o suficiente para desencadear uma leve sensação dolorida.

Entretanto, o problema pode continuar e se intensificar além dessas situações, o que necessita de maior atenção. Mas afinal, o que significa o couro cabeludo dolorido? Saiba aqui as causas e como solucionar esse desconforto.

Penteado e acessórios muito apertados

Que mulher nunca sentiu o couro cabeludo bem sensível após prender o cabelo ou fazer um penteado, principalmente com a presença de grampos? Essa tração nos fios capilares, deixando-os muito apertados, deixa o cabelo quebradiço e causa essa dor.

Além disso, elásticos, faixas de cabelo, presilhas, chapéus e bonés, se usados de forma excessiva, também podem deixar aquela dorzinha desagradável na cabeça. Para resolver o problema deixe os fios totalmente soltos tão logo possível e massageie o couro cabeludo com a ponta dos dedos para aliviar a sensibilidade na região.

Cabelo ressecado ou com caspa

Um cabelo muito ressecado afeta a saúde do couro cabeludo, pois pode provocar descamação na raiz, a chamada caspa, e outras dermatites que deixam o local sensível e dolorido.

Para evitar essa situação, é fundamental cuidar da limpeza e hidratação do cabelo. Lavar em dias alternados, hidratar semanal ou quinzenalmente e evitar banhos muito quentes ajuda na umectação do couro cabeludo. Mas se estiver ferido ou descamando muito, é preciso procurar por ajuda médica com um dermatologista.

Excesso de oleosidade

Assim como um cabelo muito seco causa dor no couro cabeludo, os fios com oleosidade intensa também podem trazer desconforto. A razão está no acúmulo de sebo na raiz, que se torna um ambiente propício para a formação de caspa, que causa coceira e pode deixar o couro cabeludo sensível e até machucado.

Para combater esse problema recorra ao uso de shampoos e outros produtos específicos para a oleosidade do cabelo.

Exposição solar

A exposição ao sol sem proteção pode literalmente ser uma dor de cabeça, sobretudo para quem tem o cabelo mais fino e com pouco volume. Pegar uma praia, piscina ou fazer um passeio debaixo daquele sol, sem estar com um chapéu ou boné, pode acabar queimando o couro cabeludo que ficará vermelho e dolorido.

Por isso, busque cobrir os cabelos quando for se expor a um dia ensolarado para não ter uma noite desagradável.

Procedimentos químicos

Ao aplicarmos tintura ou outros produtos químicos no cabelo é preciso alguns cuidados, pois no couro cabeludo sofre consideravelmente se o procedimento for feito de qualquer maneira e com substâncias que podem causar alergias na raiz e até queimaduras.

Muita atenção antes de alisar, relaxar ou colorir os fios e principalmente após a transformação. A dica é sempre buscar conhecer o tipo de química que será aplicada no cabelo. E caso o couro cabeludo continue sensível mesmo após a retirada do produto é melhor procurar um especialista.

Proliferação de fungos e bactérias

Microrganismos como fungos e bactérias podem se proliferar no couro cabeludo sensível e oleoso por meio de processos inflamatórios já existentes no local. Esses podem causar placas, feridas e dores no couro cabeludo.

A micose, por exemplo, pode ser tratada com um antifúngico via oral ou o uso de um shampoo próprio, ambos prescritos por um dermatologista. Sem falar é claro de manter uma boa higiene capilar para evitar o surgimento desses seres inconvenientes no cabelo.

Tricodinia

A tricodinia é uma inflamação no couro cabeludo que tem como sintomas dor e sensibilidade na área afetada, podendo causar queda de cabelo aguda e calvície.

Essa dor no couro cabeludo é descrita de formas variadas, como formigamento, pontadas, ardência ou queimação. A inflamação é considerada uma alteração no couro cabeludo e pode estar relacionada à elevação do neuropeptídeo chamado de Substância P, responsável por liberar alguns elementos inflamatórios no organismo.

Pesquisas revelam que a dor da tricodinia pode ser agravada por problemas emocionais como ansiedade, estresse e depressão, que por consequência provocam a queda de cabelo.  O tratamento para a tricodinia inclui diversos recursos terapêuticos, psíquicos e clínicos. O medicamento gabapentina pode ser indicado no caso dessa inflamação para aliviar os sintomas de dor no couro cabeludo. É recomendado também o uso de shampoos, loções calmantes, laser vermelho terapêutico e aromaterapia.

Psoríase

Muitas vezes confundida com a dermatite seborreica, a psoríase é uma doença associada à herança genética, que causa uma descamação esbranquiçada por todo couro cabeludo, que gera coceira intensa e sensação dolorida.

Líquen plano pilar

É uma doença inflamatória de origem desconhecida, em que os fios de cabelo caem e vão deixando falhas na cabeça. Na área que ocorre a queda, os fios não crescem mais. Como tratamento é necessário o uso de um medicamento contínuo, sendo em alguns casos o corticoide oral e tópico.

Foliculite queloidiana da nuca

A foliculite quelodiana da nuca é uma doença crônica dos folículos pilosos, claramente identificada por causa da presença de fibroses, podendo deixar cicatrizes em casos muito graves. É mais comum surgir em homens com tendência a acne e pode piorar o quadro em quem corta com frequência o cabelo na região.

Câncer no couro cabeludo

De todas as doenças do couro cabeludo, esta é sem dúvida a de pior quadro e mais perigosa, uma vez que o diagnóstico é mais demorado e com isso atrasa o início do tratamento. Uma lesão cancerígena neste local pode causar metástase no cérebro e agravar muito mais o paciente.

Conclusão

Como visto, a dor no couro cabeludo é causada por alguma agressão sofrida, seja por queimadura de sol, oleosidade, procedimentos químicos dentre outras, que deixa a região sensibilizada.

Para aliviar a dor ocasionada, além da adoção de hábitos importantes, como a higiene regular do cabelo, não prender as madeixas com força, o uso de chapéu ou boné ao se expor ao sol, evitar certos tratamentos com químicas, existem produtos com ativos calmantes para amenizar o desconforto no couro cabeludo prejudicado.

Nos casos de dores persistentes que podem ser uma doença, é fundamental consultar um especialista para o diagnóstico preciso, principalmente para o câncer em que os sintomas iniciais são semelhantes com algumas das enfermidades citadas.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here