Sunday, May 19, 2024
NotíciaLaser Capilar: uma alternativa não invasiva

Laser Capilar: uma alternativa não invasiva

O laser capilar tem ajudado quem enfrenta problemas capilares. É uma alternativa aos procedimentos invasivos, uma vez que a luz é aplicada diretamente no couro cabeludo e consegue adentrar as camadas mais profundas da pele sem precisar de corte ou perfuração. 

A bioestimulação promovida pelo laser terapêutico é usada há mais de 20 anos, devido a capacidade do laser em melhorar a circulação sanguínea e acelerar o processo de cicatrização. Com isso, contribui para a saúde do couro cabeludo e tem mostrado eficácia no tratamento de diversas condições do couro cabeludo.

Benefícios:

  • Estimula o metabolismo celular;
  • Aumenta a produção de proteínas;
  • Auxilia na regeneração do folículo capilar.

Quando é recomendado? 

Em casos de alopecia: 

A alopecia androgenética, também conhecida como calvície, causa a perda de grandes quantidades de cabelo. O laser pode ser usado como parte do tratamento para estimular o crescimento capilar e melhorar a densidade dos fios em casos mais avançados.

Nos casos de alopecia areata, o laser é usado com o objetivo de regeneração capilar. É importante destacar que esse tipo de alopecia é uma condição autoimune e o tratamento com laser é uma abordagem complementar.

Na recuperação pós-cirúrgica ou em tratamento médico:

Após procedimentos cirúrgicos, como transplante capilar, ou tratamentos médicos intensivos, o laser capilar é recomendado para acelerar a recuperação, promover a cicatrização e promover o crescimento do cabelo.

Alguns tratamentos médicos, como a quimioterapia, podem levar à queda de cabelo significativa como efeito colateral. O laser capilar pode auxiliar na regeneração capilar após a conclusão desses tratamentos.

Para doenças do couro cabeludo graves:

Condições dermatológicas graves, como liquen plano pilar, lúpus discoide ou outras doenças inflamatórias do couro cabeludo, podem causar danos significativos aos folículos capilares. O laser capilar pode ser usado para ajudar na redução da inflamação e na promoção da saúde do couro cabeludo.

Na revitalização de cabelos danificados:

Para aqueles que enfrentam danos causados ​​por tratamentos químicos, excesso de calor ou outros fatores ambientais, o laser capilar surge como uma opção revitalizante. Ele age na restauração da vitalidade capilar, fortalecendo a estrutura dos fios e proporcionando uma aparência mais saudável.

Existem dispositivos de laser capilar disponíveis no mercado, cada um com características específicas em termos de design, tecnologia e eficácia. 

Lasers de Baixa Potência (LLLT – Low-Level Laser Therapy):

Esses lasers emitem luz em uma faixa de baixa potência, geralmente na região do espectro visível ou infravermelho próximo. Os dispositivos de LLLT são frequentemente utilizados para estimular a atividade celular nos folículos capilares e melhorar o crescimento capilar.

Laser de Diodo Emissor de Luz (LED):

Embora tecnicamente não seja um laser, o LED é frequentemente incluído em dispositivos de terapia capilar.

Veja a diferença a seguir:

Laser capilar ou LED?

Tanto o laser capilar quanto o tratamento com LED (Light Emitting Diode, ou Diodo Emissor de Luz) são formas de terapia de luz utilizadas denominadas de “baixa energia” por atuarem com uma quantidade específica de luz para cada aplicação. A terapia tanto do laser como do LED não se baseia no aquecimento local, ou seja, a energia dos fótons absorvidos não é transformada em calor, mas em efeitos fotoquímicos, fotofísicos e/ou fotobiológicos.

Porém, há diferenças entre os dois tratamentos, incluindo a tecnologia utilizada, as características da luz emitida, como comprimento da onda, e os objetivos específicos de cada método. 

A diferença básica entre o Laser e o LED está na formação da luz. O laser utiliza a luz monocromática e o LED utiliza a luz policromática. Além disso, há outras diferenças, como:

Tecnologia e Fonte de Luz:

O laser capilar utiliza lasers de baixa intensidade, que emitem luz coerente e concentrada em um comprimento de onda específico. Os dispositivos de laser capilar geralmente emitem luz vermelha ou infravermelha próxima.

Os LEDs emitem luz não coerente e dispersa em diferentes comprimentos de onda. Os LEDs emitem luz em diversas cores, incluindo vermelho, azul e verde.

Coerência da Luz:

O laser capilar Produz uma luz coerente, o que significa que as ondas de luz se movem de maneira organizada. Isso permite uma penetração mais direcionada e profunda nos tecidos.

O tratamento com LED gera uma luz não coerente, com ondas de luz desorganizadas. Tem menos direcionalidade e perde intensidade à medida que a luz se distancia do ponto de origem.

Efeitos Biológicos:

Acredita-se que a luz coerente do laser capilar tenha efeitos mais específicos nas mitocôndrias celulares e ative processos bioquímicos específicos.

Embora o tratamento com LED também estimule a produção de ATP, os efeitos biológicos podem ser mais generalizados, afetando diferentes células e processos celulares de maneira menos específica.

Profundidade de Penetração:

O laser capilar pode penetrar mais profundamente nos tecidos devido à sua natureza coerente e alcança áreas mais profundas do couro cabeludo. Geralmente utilizado para estimular o crescimento capilar, melhorar a qualidade do cabelo, reduzir a queda capilar e promover a recuperação pós-cirúrgica.

O tratamento com LED penetra em tecidos mais superficiais, sendo frequentemente usado para aplicações de superfície, como tratamentos faciais. Pode ser utilizado em uma variedade de aplicações, que incluem o tratamento de lesões de pele, redução de inflamação e melhoria da cicatrização.

Porém, o laser ou o LED não devem utilizados nesses casos:

  • Gravidez;
  • Epilepsia ou Sensibilidade à Luz;
  • Histórico de Câncer de Pele;
  • Doenças Fotossensíveis;
  • Uso de Medicamentos Fotossensibilizantes;
  • Problemas Oculares;
  • Idade e Sensibilidade.

Conclusão

A terapia com laser capilar não apenas estimula o crescimento capilar, mas também melhora a qualidade do cabelo existente. O aumento da circulação sanguínea no couro cabeludo promove a entrega de nutrientes essenciais aos folículos capilares, resultando em cabelos mais fortes e resistentes.

O laser capilar não é uma solução única para todos os casos e deve ser parte de um plano de tratamento abrangente. A avaliação de um dermatologista é fundamental, especialmente em casos mais graves, a fim de determinar a abordagem mais apropriada e personalizada para cada indivíduo. Além disso, a combinação de terapias pode otimizar os benefícios. 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here