Sunday, June 23, 2024
NotíciaO que é tricorrexis nodosa?

O que é tricorrexis nodosa?

A tricorrexis nodosa é uma alteração dos pelos caracterizada pela formação de nódulos de coloração esbranquiçada, distribuídos ao longo do cabelo, decorrentes da separação parcial das fibras internas capilares danificadas, o que provoca a fratura dos fios.

Esses nódulos variam em número e atingem todo o fio com intervalos regulares. Nesses pontos os cabelos estão frágeis e quebram com facilidade, espontaneamente ou ao menor trauma. Como consequência disso não crescem, ficando ásperos ao toque e podem surgir áreas de falhas no couro cabeludo. Quer saber mais sobre o assunto? Confira a leitura desse texto e entenda melhor o que é a tricorrexis nodosa.

Quais são as causas e os sintomas da tricorrexis nodosa?

A maior causa da doença é adquirida por traumas mecânico ou químicos sofridos pelos cabelos decorrentes de procedimentos e práticas excessivas, tais como:

  • alisamentos diversos;
  • tinturas;
  • permanentes;
  • uso de secador e chapinha;
  • exposição solar intensa;
  • escovação em excesso;
  • água muito quente, água do mar ou piscina recorrente;
  • massagens capilares;
  • entre outros.

Existem ainda outras causas para a tricorrexis nodosa de origem genética ou doenças do metabolismo. Nos casos em que os fios permanecem alterados mesmo com todos os cuidados ou que o problema venha desde a infância e outros membros da família apresentem também, deve ser procurado um médico especialista para uma avaliação mais detalhada.

É uma doença bem comum e verificada mais nos cabelos femininos devido aos procedimentos estéticos, mas que também atinge os homens. Dentre os sintomas da tricorrexis nodosa estão nódulos brancos ao longo dos fios em intervalos irregulares e fragilidade capilar. O número de nódulos pode variar de somente um a diversos.

Essas bolinhas esbranquiçadas são devido à alteração da haste capilar resultante dessas agressões já mencionadas. Geralmente, tal alteração vem acompanhada do rompimento da cutícula, que é a parte mais externa do fio. Por causa desses danos, ocorre uma abertura parcial das fibras internas do córtex que constituem o cabelo, o que torna o fio muito frágil, rompendo-se facilmente ao menor puxão. Além disso, os cabelos também ficam com um aspecto ressecado, áspero, opaco, quebradiço e com dificuldade de crescer com saúde.

Ao microscópio, o aspecto desses nódulos é o de dois pincéis unidos pelas cerdas. Em razão da quebra de vários fios, os cabelos ficam com um aspecto irregular. Em geral, a tricorrexis nodosa possui três formas:

– Proximal, quando surge bem próxima ao couro cabeludo.

– Distal, presente nas extremidades dos fios.

– Focal, quando está relacionada a alguma região específica do cabelo.

Para obter o diagnóstico de qual dos tipos de tricorrexis nodosa está presente no cabelo é necessário consultar um profissional da área da tricologia para uma avaliação clínica e exames mais detalhados, como por exemplo a microscopia da haste capilar e a tricoscopia.

 Tratamentos para a tricorrexis nodosa

O tratamento principal para a doença é a suspensão imediata de todo tipo de dano físico e químico aos cabelos, deixando os fios o mais natural possível para que os novos que nascerem venham saudáveis. Dentre as medidas preventivas estão evitar o uso frequente de secador e chapinha e, se tiver com progressiva, não aplicar outras químicas como colorações e relaxamentos. Tratamento com máscaras de reconstrução também ajudam a amenizar os danos.

Se o cabelo não for devidamente tratado, pode apresentar falhas e, nas situações mais críticas, corte químico, ocorrência grave de quebra capilar. É normal para quem tem tricorrexis nodosa, ao ver os fios quebrarem constantemente, querer cortar o cabelo como solução. Todavia, com os tratamentos capilares adequados, como máscaras de hidratação e queratinização, além da distância de químicas por um bom tempo, é possível reverter o quadro.

As agressões da tricorrexis nodosa já causadas ao cabelo são irreversíveis, assim os fios já danificados não recuperam e somem quando são totalmente substituídos pelos novos que crescem, o que leva um período variável de 2 a 4 anos, a depender da velocidade de crescimento do cabelo e desde que não sofra uma outra agressão.

Em caso de lesões locais em virtude de doenças do couro cabeludo, estas devem ser tratadas para que o paciente não coce o local, pois isso causa danos aos cabelos. Outros procedimentos recomendados para a doença é a mesoterapia capilar por meio da aplicação de substâncias como aminoácidos, vitaminas e antioxidantes associados a loções capilares, além do uso de laser capilar, que traz muitos benefícios para a recuperação dos fios.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here