Thursday, June 13, 2024
NotíciaQual é o pH do cabelo?

Qual é o pH do cabelo?

O cabelo faz parte da identidade pessoal. Para além da estética, é necessária a preocupação com a saúde capilar e o pH a afeta diretamente. 

O pH, ou potencial de hidrogênio, indica a acidez ou alcalinidade de uma substância. A escala de pH varia de 0 a 14, sendo que 7 é considerado neutro. Valores abaixo de 7 indicam acidez, e valores acima de 7 indicam alcalinidade. O cabelo, assim como a pele, tem um pH natural que precisa ser mantido para garantir sua saúde e integridade.

O cabelo humano tem o pH que varia em torno de 4.5 a 5.5, ou seja, é levemente ácido. Essa acidez é importante para a estrutura capilar, pois quando entra em contato com a cutícula -a camada externa do cabelo-, os íons de hidrogênio interagem com as cargas elétricas presentes nela e promovem o seu fechamento. Uma cutícula saudável proporciona cabelos brilhantes e sedosos. 

O pH muito alto abre as cutículas do cabelo e faz com que o fio perca umidade. Isso acarreta em cabelos secos, ásperos e propensos à queda capilar. Por outro lado, quando o pH está muito baixo, o óleo capilar é produzido em excesso. 

A falta de equilíbrio do pH capilar deixa o couro cabeludo mais sensível e irritado, causando coceira e desconforto. Mas esse fator pode se agravar com o crescimento de fungos e aparecimento de problemas, como a caspa.

Fatores que afetam o pH capilar:

Vários fatores impactam o pH do cabelo. Por exemplo, o uso frequente de xampus, condicionadores, sprays e outros produtos capilares que contém ingredientes agressivos, como sulfatos e parabenos.

Processos químicos, como coloração, descoloração, alisamento, entre outros, podem alterar a acidez do cabelo. Até mesmo fatores ambientais, como exposição ao sol e poluentes atmosféricos, desequilibram o pH capilar. Além disso, os raios UV também trazem prejuízos, como o ressecamento dos fios e danos às cutículas capilares.

A qualidade da água usada para lavar o cabelo pode também alterar o pH. Águas duras, ricas em minerais ou que deixem resíduos no cabelo afetam a estrutura capilar. 

O estresse emocional e físico e o estilo de vida, como falta de sono e má alimentação, ocasionam alterações químicas no cabelo. Mudanças hormonais, como as que ocorrem durante a gravidez, menopausa ou puberdade, afetam a produção de óleos naturais no couro cabeludo e que consequentemente impactam o pH.

E, por fim, práticas de cuidados capilares inadequadas, como o uso excessivo de ferramentas térmicas, escovação e lavagem incorreta, também comprometem a saúde do cabelo e o pH.

Como cuidar do pH capilar:

O corpo humano possui mecanismos de autorregulação para manter o pH capilar dentro da faixa saudável, como os óleos naturais produzidos pelas glândulas sebáceas e que ajudam a equilibrar o pH. Mas há outras formas de manter a saúde dos fios: 

  • Escolha xampus e condicionadores que equilibrem o pH do cabelo. Hoje em dia, muitos produtos indicam em seus rótulos se possuem o pH balanceado.
  • Evite o uso excessivo de produtos capilares que contenham ingredientes agressivos, como sulfatos e parabenos, que comprometem o equilíbrio natural do pH.
  • Mantenha o cabelo bem hidratado, pois a desidratação pode tornar o cabelo mais propenso a danos ao cabelo. A recomendação é usar máscaras capilares hidratantes periodicamente e ingredientes como óleos naturais, mel e aloe vera podem ser benéficos para a saúde do cabelo e o equilíbrio do pH.
  • Após a lavagem do cabelo, enxágue com água fria, pois isso ajuda a fechar as cutículas do cabelo, mantendo o pH equilibrado e proporcionando um brilho saudável. A água quente promove a desidratação da fibra e da pele do couro cabeludo e faz com que a produção de óleos aumente justamente para tentar proteger a pele dessa agressão, o que deixa os fios mais secos e couro cabeludo mais oleoso.
  • Evite o uso de ferramentas térmicas, como secadores, chapinhas e modeladores de cacho.
  • Assim como a pele, o cabelo também pode ser afetado pela exposição ao sol. Use produtos capilares que contenham proteção solar para evitar danos causados pelos raios UV.
  • Mantenha uma dieta equilibrada e rica em nutrientes essenciais, como vitaminas e minerais, que são fundamentais para a saúde do cabelo. A nutrição adequada ajuda a manter o equilíbrio do pH.
  • Evite lavar o cabelo em excesso, pois isso retira os óleos naturais que ajudam a manter o pH. A frequência de lavagem pode variar de acordo com o tipo de cabelo e estilo de vida.
  • Massageie suavemente o couro cabeludo para estimular a produção dos óleos naturais e que ajudam na regulação do pH.
  • Consulte um dermatologista para avaliar e recomendar tratamentos que considerem  necessidade capilar individual.

Compreender e cuidar do pH do cabelo é fundamental para garantir sua saúde e beleza. Desequilíbrios no pH, seja por produtos agressivos, exposição a elementos externos ou desordens internas, podem resultar em problemas capilares, como ressecamento, quebras, oleosidade excessiva e até mesmo queda. Ao adotar práticas de cuidados capilares que respeitem o pH natural do cabelo, os fios capilares se tornam mais sedosos e resistentes ao longo do tempo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here