Sunday, June 23, 2024
NotíciaSíndrome do cabelo impenteável

Síndrome do cabelo impenteável

A Síndrome do cabelo impenteável (SCI) é uma rara anomalia na estrutura da haste capilar que deixa os cabelos arrepiados e resistentes ao pentear, com um aspecto áspero, seco e pouco maleável. Manifesta-se por fios que vão desde o loiro prateado até o acastanhado, com crescimento lento e em várias direções.

Apesar da aparência seca, rebelde e crespa ao toque, em geral não há fraqueza capilar em quem possui a síndrome. Atinge tanto homens quanto mulheres na fase da infância, de 3 meses aos 12 anos, quando começa a melhorar ou até desaparecer de forma espontânea. Raramente os demais pelos do corpo são afetados como ocorre no couro cabeludo. Vamos entender melhor sobre esse assunto? Confira na leitura desse texto e saiba mais sobre a síndrome do cabelo impenteável.

O que é a síndrome do cabelo impenteável? 

Como o próprio nome sugere, a síndrome do cabelo impenteável (SCI) ou Pilli trianguli e canaliculi em latim é uma anomalia genética, de caráter hereditário, que surge a partir dos três meses de idade. Esta displasia rara do talo piloso do couro cabeludo caracteriza-se por um cabelo particularmente retorcido, que cresce sem controle e impossível de ser penteado. 

A síndrome pertence ao grupo de doenças conhecidas como displasias pilosas, que afetam a estrutura do cabelo e tem como causa mutações autossômicas dominantes e recessivas localizadas nos genes peptidilarginina desaminase, transglutaminase três e tricohialina (gene TCHH), responsáveis pela formação e estruturação do eixo capilar e que codificam proteínas importantes que participam da construção da fibra do cabelo.

Ao ocorrer uma mutação em um gene, isso pode provocar uma mudança na função da proteína. Se essa proteína estiver no folículo piloso, é bem provável que vai impactar na aparência dos fios. Segundo os estudos, a ausência de TCHH é o que provoca o processo bioquímico que conduz ao endurecimento do talo piloso responsável pelas anomalias na formação do cabelo, características da síndrome do cabelo impenteável. 

Sintomas da SCI 

A SCI faz com que os cabelos cresçam em ângulos fora do comum, ficando com bastante volume e rebeldes, impossíveis de serem modelados, desembaraçados e penteados. Não existe relato sobre qualquer dor ou aumento da sensibilidade em cabelos e couro cabeludo dos pacientes com a síndrome do cabelo impenteável. A maior preocupação está relacionada com o psicológico das crianças que possuem o problema, uma vez que nosso cabelo está ligado diretamente com a autoestima e bem-estar.

No geral, a anomalia acontece de forma isolada, não estando associada a anormalidades mentais, físicas ou neurológicas. Entretanto, já foram observadas algumas condições adicionais, como displasia retiniana, displasia dérmica, distrofia pigmentar, catarata juvenil, anomalia dos dígitos, oligodontia, anomalias no esmalte dentário e displasia falangoepifisária relatadas em conjunto com a SCI. Por isso, a orientação é que sejam investigadas todas essas mencionadas em crianças portadoras da síndrome do cabelo impenteável.

Genes recessivos 

O cabelo despenteado é uma característica genética “recessiva”, o que significa que ambos os pais devem ser portadores do gene mutado, ainda que não possam manifestar. Então, se o filho deles herdar uma cópia do gene afetado de cada genitor, ele terá a síndrome desenvolvida.

Com esse estudo genético, importantes informações são descobertas para que os pais agora possam fazer um teste para eliminar preocupações sobre outras síndromes raras que podem estar relacionadas, como já mencionado acima.

Além disso, também ajuda a comunidade científica compreender mais sobre o crescimento normal dos fios e a importância de diferentes proteínas para controlar a forma e a aparência do cabelo. Por exemplo, hoje é possível explicar por que as mudanças no gene PAD3 podem alterar a forma do cabelo descobrindo mais sobre como ele funciona no folículo capilar. Uma publicação no Anais Brasileiros de Dermatologia mostrou que metade dos fios de quem possui a síndrome do cabelo impenteável são triangulares, reniformes (com formato semelhante a um rim ou feijão), achatados ou simplesmente irregulares. Os pesquisadores ainda afirmam que, embora possuam uma aparência seca e dura ao serem tocados, normalmente os fios não são frágeis.

Tratamento para a síndrome do cabelo impenteável 

Não existe um tratamento definitivo e eficaz para a SIC, todavia a suplementação com biotina oral tem mostrado bons resultados em algumas crianças, com o aumento da taxa de crescimento e penteabilidade dos cabelos após quatro meses de uso do suplemento.

Mas deve-se esclarecer que, mesmo com esses resultados, a biotina não modifica a forma
triangular dos fios. Já houve nos últimos anos um grande progresso na indústria cosmética com a utilização de xampus com piritiona de zinco na composição e condicionadores densos para o controle dos fios de quem possui a síndrome do cabelo impenteável.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here