Monday, December 5, 2022
NotíciaO que é a tricopigmentação capilar?

O que é a tricopigmentação capilar?

A tricopigmentação capilar é uma técnica desenvolvida pelo italiano Ennio Orsini, em 1998, para corrigir falhas de pelos através da aplicação de pigmentação para camuflar áreas com menor quantidade de fios. Trata-se de uma alternativa aos tratamentos contra a calvície, nem sempre eficazes ou com um custo muito alto.

O procedimento cria o efeito de feito de cabelo natural e por consequência, maior densidade capilar. Diminui o contraste entre o cabelo e o couro cabeludo e é recurso utilizado para casos de queda capilar, para cobrir cicatrizes causadas por cirurgias ou traumas ou para criar o efeito de cabelo raspado quando não há fios.

São distribuídos pontos irregulares na área desejada para simular a disposição natural dos fios, sendo que os pigmentos usados imitam a cor do cabelo do paciente. É indicada para homens e mulheres de qualquer idade, resgatando no indivíduo a sensação de possuir cabelo e sua autoestima perdida.

Como é feita a tricopigmentação?

A tricopigmentação capilar é realizada com um dermógrafo, agulhas e tintas específicas para a pigmentação do couro cabeludo. Para a realização da técnica, o primeiro passo é fazer a colorimetria, processo que avalia a cor do cabelo para chegar numa tonalidade de pigmento mais próximo possível da cor dos fios.

São distribuídos pigmentos em pontos irregulares na região desejada para simular a disposição natural do cabelo. Para a tricopigmentação não é necessário raspar o cabelo e os fios naturais não são danificados.

A técnica é indolor e aplicada sem necessidade de corte, não deixando cicatriz. Não há sangramento, porém pode haver um pequeno desconforto que pode ser amenizado com o uso de anestésicos locais.

O procedimento é realizado em sessões, que variam conforme o tamanho da área e podem levar de 2 a 4 horas a depender da região. Recomenda-se um espaçamento de pelo menos 20 dias entre cada sessão até a finalização total. O resultado é imediato e apesar dos pigmentos permanentes utilizados, com o tempo ocorre um desgaste natural e o cabelo muda de cor, havendo diminuição na intensidade do tom até que fique grisalho.

A cor do pigmento orgânico não se altera, mas diminui a intensidade gradativamente e em até 2 anos é totalmente absolvido. Por isso, são indicadas sessões de manutenção da cor a cada 6 ou 12 meses para que a tricopigmentação capilar mantenha o aspecto natural e denso proposto pela técnica.

Em certos casos, a tricopigmentação não é indicada, como por exemplo em pessoas com calvície avançada que desejam manter os fios longos, pessoas com cabelos brancos, ruivos ou loiros muito claros.

Para garantir um resultado natural e com maior duração, o procedimento da tricopigmentação capilar deve ser realizado por um especialista competente e responsável. Isso também é fundamental para a segurança do paciente, pois é necessário que o profissional siga a regulamentação da Anvisa para que normas de biossegurança sejam cumpridas.

Para quem é indicada a tricopigmentação capilar?

O tratamento é indicado tanto para homens quanto mulheres com diferentes graus de calvície. Para os casos de alopecia areata, que é passível de reversão, ou de alopecia androgenética, que é a perda definitiva dos cabelos por causa genética, a chamada calvície total, onde se realiza a técnica com o efeito raspado.

A tricopigmentação é recomendada também para o paciente que possui cabelos ralos e finos, mas deseja simular um maior volume dos fios. É aconselhada ainda para pessoas que não podem ou não querem realizar o transplante capilar.

E para quem fez o transplante capilar é comum associar a técnica ao tratamento, com o objetivo de potencializar o efeito estético, criando sensação de maior densidade capilar. Também é utilizada para camuflar cicatrizes do método FUT de implante de cabelo, com excelentes resultados estéticos, deixando as marcas praticamente imperceptíveis.

Características da tricopigmentação

  • Indolor, realizada sob anestesia local;
  • Não tem sangramento;
  • Não é permanente;
  • Pigmento orgânico, biocompatível e bioabsorvível;
  • Pigmento não migra e não oxida;
  • Não muda de cor;
  • Efeito natural e delicado;
  • É aplicada na camada mais superficial da pele (cerca de 1/4 da profundidade de uma tatuagem).

Como é o pós-operatório?

Normalmente, o paciente sente um leve desconforto por até 48 horas e a pele pode ficar avermelhada nos primeiros dias. Um pouco de coceira também pode ser sentida enquanto a pele se recupera, logo é importante que o paciente não coce ou arranhe o local e não lave a cabeça nos dois dias seguintes ao procedimento.

Sol e piscina com água clorada também devem ser evitados nas primeiras semanas e podem influenciar na durabilidade da tricopigmentação. Recomenda-se evitar a exposição solar direta e prolongada, utilizando chapéu ou boné sempre que possível, mas não nos primeiros dias.

O excesso do pigmento será removido durante a primeira lavagem. Tinturas, tonalizantes e outros produtos químicos poderão ser utilizados somente após 15 dias da realização do procedimento.

Os tipos de tricopigmentação capilar

A perda de cabelo afeta de maneira diferente, logo a tricopigmentação capilar deve ser adequar a necessidade de cada pessoa.  Conheça abaixo quais são os dois tipos da técnica.

Tricopigmentação com efeito densidade (Thickening Effect)

Indicado para os seguintes casos:

  • Pacientes que não podem fazer transplante capilar por não possuírem área doadora suficiente;
  • Pacientes com rarefação capilar inicial, que ainda não possuem indicação para a cirurgia;
  • Pacientes que fizeram transplante de cabelo, mas gostariam de ter mais densidade;
  • Mulheres com rarefação capilar.

Tricopigmentação com efeito raspado (Shaved Effect)

Indicado para:

  • Homens com calvície avançada que não querem ou não podem realizar o transplante capilar e raspam o cabelo;
  • Casos de alopecia areata total, em que todos os fios foram perdidos;
  • Camuflagem de cicatrizes no couro cabeludo, sejam por trauma ou cicatrizes cirúrgicas.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here