Wednesday, October 5, 2022
Alopecia femininaShampoo para alopecia androgenética feminina

Shampoo para alopecia androgenética feminina

Você sabia que cerca de 50% das mulheres podem vir a apresentar algum grau da calvície ao longo da vida? Também chamada de alopecia androgenética, esse problema pode resultar em graves consequências psicológicas para a mulher, na questão estética e pelo preconceito, uma vez que a calvície masculina é socialmente aceita, mas a feminina não.

A alopecia androgenética nas mulheres pode surgir desde a puberdade, mas se manifesta de maneira mais intensa na menopausa. A presença de níveis mais elevados de alguns hormônios masculinos, como testosterona, dihidrotestosterona (DHT) ou androsterona, provoca a miniaturização dos folículos capilares, o que causa maior fragilidade e afinamento dos fios e crescimento mais lento do cabelo.

Diferença entre a calvície feminina e masculina

Ao contrário dos homens em que a calvície afeta principalmente as entradas e a “coroa”, nas mulheres a perda do cabelo se dá na região superior e central do couro cabeludo, ficando visível essa área atingida.

É muito raro a mulher ficar totalmente calva como o homem. No caso da alopecia androgenética feminina, os folículos pilosos não terminam de secar completamente. Eles continuam a permitir que o cabelo cresça, mas com menos força e densidade.

A calvície feminina pode ser desencadeada ou agravada por outros fatores, como: anemia, ferro sérico baixo, alterações dos hormônios tireoidianos, uso de drogas, emagrecimento, entre outros.

As mulheres possuem um maior número de recursos para buscar solucionar o problema do que os homens. Elas podem contar com duas modalidades de tratamento: o clínico e o cirúrgico. Entretanto, o primeiro passo é procurar um especialista para diagnosticar qual é o mais adequado no caso.

Podem ser empregadas substâncias neutralizadoras dos hormônios masculinos, como os antiandrógenos. Os estrógenos têm papel protetor em relação à queda de cabelo feminino e, portanto, o hormônio 17 α-estradiol, um isômero do 17 β-estradiol, pode ser uma opção. Pode ser usada também a espironolactona (antagonista específico da aldosterona), que compete com os hormônios masculinos, não sendo necessário, em geral, a complementação de hormônios femininos.

Quais as causas da calvície na mulher?

A calvície feminina, assim como a masculina, é o resultado de uma alteração hormonal no ciclo de vida dos cabelos. Essa alteração é provocada pela reação da testosterona com a enzima 5-alfarredutase. Essa enzima converte a testosterona em di-hidrotestosterona (DHT), hormônio responsável pela diminuição gradual dos folículos capilares e pelo afinamento dos fios. A calvície ocorre quando existe uma alteração nos receptores hormonais de DHT.

Até chegar na menopausa, as mulheres contam com a proteção dos hormônios femininos. Entretanto, quando os níveis de estrogênio despencam, essa proteção desaparece e quem tem a predisposição genética pode manifestar uma perda anormal dos cabelos.

Conforme já dissemos, nas mulheres os cabelos da frente permanecem, mas os fios ficam finos e rarefeitos, principalmente no topo da cabeça, que em casos mais avançados deixa o couro cabeludo visível.

Os casos de alopecia androgenética feminina vêm crescendo à medida que situações da rotina têm exposto cada vez mais a mulher a maior carga de estresse, tensão e ansiedade. Além disso, outros fatores que podem causar a calvície são o excesso de produtos químicos utilizados nas tinturas, alisamentos e permanentes, a forma de se puxar muito os cabelos para prendê-los em rabos de cavalo, tranças e outros penteados e a carência de nutrientes e vitaminas diante das dietas restritivas para emagrecimento.

Não há cura para a alopecia androgenética, mas existem alguns tratamentos para as mulheres que sofrem com essa doença. Os shampoos antiqueda podem minimizar a queda dos fios por meio de ativos em suas fórmulas que fortalecem a estrutura capilar e o aumento da espessura do cabelo. Diante da enorme variedade de shampoos antiqueda encontrados hoje no mercado, elencamos três produtos de qualidade reconhecida para ajudar as mulheres a escolherem a melhor opção.

Shampoo para alopecia androgenética feminina

1. Shampoo Villanolab

O shampoo para queda de cabelo da marca Villanolab é composto de proteínas que nutrem, protegem e desintoxicam a raiz dos cabelos, ativando o ciclo de crescimento para fortalecer os fios.

Limpa suave e profundamente sem agredir, tanto da sujeira diária acumulada nos fios quanto do couro cabeludo, eliminando a oleosidade que atrapalha o crescimento.

Ideal para as mulheres, pois hidrata o cabelo graças a dois ativos poderosos presentes em sua fórmula, o GENENCARE® OSMS BA e o Xeradin. O primeiro trata-se de uma betaína anidrosa altamente purificada, extraída da beterraba. Controla o equilíbrio da água das células vivas, atraindo e retendo a umidade, o que proporciona uma melhora intensa e rápida da hidratação. O Xeradin é um mecanismo adaptogênico da planta xerófita, rica em componentes hidratantes. Uma fonte de hidratação vegetal 24 horas, sem parabenos e certificado COSMOS como produto 100% natural.

2.  Dercos Shampoo Energizante Vichy

Com ingredientes ativos (Aminexil e Vitaminas PP + B5 + B6), o shampoo Dercos Energizante Vichy torna-se um grande aliado dos fios para auxiliar na redução do processo de rigidificação do colágeno, fenômeno ligado ao envelhecimento prematuro da raiz capilar.

Assim, promove uma ação antiqueda com eficácia, fortalecendo a fibra capilar, hidratando e melhorando a resistência, além de não ressecar e dar brilho aos cabelos.

3. Shampoo Antiqueda Mahogany Enerfol Vital Dermo

O Shampoo Antiqueda Mahogany Enerfol Vital Dermo foi criado para auxiliar no fortalecimento do cabelo e tratar problemas que causam a queda capilar feminina, além de favorecer o crescimento de novos fios.

É composto por tensoativo vegetal, que promove uma limpeza com suavidade e reduz irritações, auxiliando na vitalidade do couro cabeludo. Auxilia também na prevenção da caspa.

 Possui como um dos principais ativos o Biotinoyl GHK (Procapil), um vasodilatador que aumenta a oxigenação do bulbo capilar, melhorando a circulação sanguínea no couro cabeludo e estimulando o metabolismo celular. Resulta no aumento da fase de crescimento do fio e redução da fase de queda.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here