A Alopecia ou queda de cabelo pode ocorrer por diferentes raz√Ķes. Mesmo que em muitos casos ela seja uma consequ√™ncia de fatores heredit√°rios, algumas pessoas podem desenvolv√™-la como um efeito direto de altera√ß√Ķes hormonais, como um efeito colateral de tratamentos ou de doen√ßas, como resultado de uma dieta insalubre ou devido ao consumo de certos medicamentos.

Às vezes é possível impedi-la alterando a nossa medicação, nossos hábitos alimentares ou reduzindo nossos níveis de estresse, mas em alguns outros cenários, como no caso de causas genéticas, é necessário que ela seja examinada por um médico que, depois de analisar o tipo de alopecia que desenvolvemos e sua intensidade, irá nos guiar pelo processo da regeneração capilar.

√Č por isso que voc√™ deve marcar uma consulta com o seu m√©dico assim que voc√™ notar que voc√™ de repente come√ßou a perder cabelo. Dessa forma, voc√™ ir√° iniciar um tratamento imediatamente que ir√° impedir a queda de cabelo no in√≠cio e, depois, ir√° reiniciar o crescimento do fol√≠culo capilar.

Sintomas

Você deve considerar estes sintomas como alertas claros. Eles podem aparecer de repente ou gradualmente e danificar o seu couro cabeludo ou qualquer parte do seu corpo que seja coberta por pelos.

Afinamento gradual do folículo capilar:  este é um dos primeiros sintomas que podem nos alertar sobre a alopecia. Junto com ele, o cabelo frequentemente começa a recuar da testa e você pode ver uma separação distinguível entre cada mecha de cabelo.

-Presença de pequenos pontos de calvície: um dos sintomas mais evidentes de alopecia é o aparecimento de pontos irregulares de calvície. Embora seja comum que eles apareçam no couro cabeludo, eles frequentemente se espalham por outras áreas como a barba e as sobrancelhas. Em alguns casos, esses pontos de calvície podem causar coceira e dor.

-Perda s√ļbita de cabelos: este √© o sintoma mais comum de alopecia para aqueles que, por causa de um problema f√≠sico ou psicol√≥gico, s√£o afetados por uma sa√ļde capilar debilitada. Em uma s√©rie de casos, grandes quantidades de cabelo se soltam pelo simples fato de escov√°-los ou lav√°-los. Essa perda intensa de cabelos frequentemente recome√ßa com o crescimento de fol√≠culos finos e fr√°geis que tamb√©m ir√£o acabar caindo.

-Perda geral de cabelos: as pessoas que desenvolvem este sintoma geralmente estão passando por um tratamento agressivo ou tomando medicamentos que causam a debilitação dos folículos capilares como efeito colateral. O cabelo volta a crescer assim que o tratamento acaba ou a medicação é alterada.

-Descamação do couro cabeludo: este sintoma da alopecia normalmente começa com a perda da força e do brilho do cabelo e pode produzir vermelhidão no couro cabeludo, inchaço e corrimento.

Se por acaso você tiver um dos sintomas mencionados acima ou se você começar a notar uma perda progressiva e anormal de cabelo no seu couro cabeludo ou em qualquer outra parte do corpo coberta por pelos, fale com o seu médico. Como nós explicamos, a perda de cabelos frequentemente pode nos alertar sobre a presença de outra doença que não conhecemos e que requer tratamento rápido.

Causas

Existem cinco causas principais para a perda de mais de 100 cabelos por dia (quantidade regular considerada como parte do ciclo de crescimento e troca).

  • Predisposi√ß√£o gen√©tica: a causa mais comum est√° relacionada ao hist√≥rico familiar. A verdade √© que a maioria das pessoas diagnosticadas com alopecia tem uma condi√ß√£o herdada que provoca a calv√≠cie. Ela frequentemente aparece aos 30 e se intensifica progressivamente. Para mulheres, o primeiro sintoma normalmente √© o afinamento do fol√≠culo capilar.
  • Altera√ß√Ķes hormonais e problemas m√©dicos: v√°rias condi√ß√Ķes m√©dicas podem produzir perda de cabelo tempor√°ria ou permanente. Problemas de pele, dist√ļrbios da tireoide e desequil√≠brios hormonais como os que s√£o experimentados durante a gravidez e a menopausa podem desencadear o aparecimento de algumas altera√ß√Ķes capilares que causam a perda descontrolada.
  • Medicamento: uma boa quantidade de medicamentos tem a alopecia como efeito colateral. Exemplos incluem medicamentos para a sa√ļde mental, drogas cardiovasculares e para hipertens√£o e tratamentos de carcinomas.
  • Estresse e ansiedade: muitos daqueles que sofrem de estresse extremo e/ou de ansiedade desenvolvem perda de cabelo e, na maioria dos casos, ela para quando o problema √© solucionado.
  • Dano ao cabelo: maus h√°bitos como lavar o seu cabelo todos os dias, usar √°gua quente ou xampus abrasivos podem debilitar o seu cabelo e faz√™-lo cair. Do mesmo modo, penteados agressivos como rabos-de-cavalo ou tran√ßas muito firmes, e o uso de chapinha e produtos qu√≠micos que fazem com que os fol√≠culos capilares inchem podem causar calv√≠cie em longo prazo.

Adicionalmente a estas causas principais, pessoas que experimentam uma perda extrema de peso ou que s√£o diagnosticadas com diabetes ou outras doen√ßas, como l√ļpus, t√™m uma grande chance de desenvolver alopecia em algum ponto.

Para impedir a perda de cabelo, a pessoa deve buscar uma solução customizada, sendo que cada tipo de alopecia requer um tratamento diferente. Contudo, todos os médicos concordam que, para preveni-la, nós devemos evitar lavar nossos cabelos todos os dias, usar penteados firmes, chapinha ou secador e, se possível, evitar tomar medicamentos que levam à perda de cabelo. Em vez disso, nós devemos penteá-lo com cuidado, proteger o nosso couro cabeludo do sol o máximo possível e evitar fumar e consumir álcool.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

Contactar      644 713 228