Monday, December 5, 2022
Perda de cabeloPor que minha cabeça coça e meu cabelo cai?

Por que minha cabeça coça e meu cabelo cai?

Tem coisa pior e mais incômoda do que aquela coceira na cabeça que não passa? Tem sim, quando além do couro cabeludo coçar o cabelo também começa a cair. Mas será que a coceira na cabeça pode indicar calvície?

De acordo com os especialistas em tricologia, a coceira pode ser sim um sinal de calvície, mas é preciso fazer uma análise mais detalhada antes do diagnóstico, considerando que outras doenças capilares também podem ter sintomas de coceira e causar a perda do cabelo.

Confira a seguir as principais causas da coceira no couro cabeludo, quais podem ocasionar queda dos fios e como é possível aliviar esse desconforto.

Por que minha cabeça coça e o que fazer?

Reação a um produto para o cabelo

Se no couro cabeludo surgirem sintomas como coceira, descamação e ressecamento pode significar reação a algum produto aplicado. Às vezes simplesmente deixar um pouco de shampoo no cabelo pode causar irritação. Se for um caso de coceira no couro cabeludo e erupção na pele, pode ser dermatite alérgica de contato. Isso é frequente nas pessoas que pintam o cabelo, por causa de um ingrediente da tintura chamado para-fenilenodiamina (PPD), encontrado em tinturas de cabelo pretas.

Existe também alergia a um determinado shampoo, condicionador ou outro produto no contato com o couro cabeludo. Se for esse o caso, possivelmente a pessoa terá uma erupção cutânea com coceira no couro cabeludo e em qualquer outra parte da pele que o produto toque. Para cessar a coceira, é preciso interromper o uso do produto que está causando a reação.

Caspa

Caspa é o nome que popular para descrever os flocos brancos que saem do couro cabeludo, acompanhados de coceira, ardência e descamação provenientes de um quadro clínico de dermatite seborreica.

Para tratar a doença e aliviar o incômodo da coceira, é indicado o uso de shampoo anticaspa e tratamentos para o couro cabeludo, como loções e shampoos com ácido acetilsalicílico, piritionato de zinco, cetoconazol, ciclopiroxolamina, sulfato de selênio, podendo também a depender ser prescrito o uso de corticoides para o controle inflamatório na crise aguda e severa.

Micose do couro cabeludo

Essa infecção causada por um fungo, que normalmente surge na pele e nas unhas, também pode afetar o couro cabeludo, causando intensa coceira na região. A micose no couro cabeludo pode provocar ainda inchaços com pus e queda de cabelo. O tratamento deve ser realizado com prescrição médica.

Piolho

Quando falamos em coceira na cabeça, o piolho é o sintoma mais comum associado. Se estiver com suspeita do caso, é importante primeiramente examinar o couro cabeludo e os cabelos. Percebendo a presença de piolhos, eles podem ser eliminados com ajuda do bom e velho pente fino, associado à medicação oral antiparasitária e de uso tópico, um inseticida piretróide, que ataca a membrana da célula do parasita, levando à falta de mobilidade. O uso do medicamento oral pode ser dispensável em casos mais leves.

Urticária

Protuberâncias vermelhas, salientes que causam muita coceira e que podem surgir em qualquer parte do corpo, inclusive no couro cabeludo. As urticárias aparecem e vão embora em poucas horas desaparecendo por conta própria, mas podem durar por mais de 6 semanas, chamada de urticária crônica. Em caso de longa duração é importante procurar um médico para o tratamento adequado.

Psoríase do couro cabeludo

Quase metade das pessoas que têm psoríase em placas apresentam a doença no couro cabeludo em algum momento da vida. Na cabeça, os sintomas são manchas vermelhas, descamação semelhante à caspa e coceira variando de leve a intensa, dor e queda de cabelo. Há vários tratamentos para a psoríase do couro cabeludo, sendo indicado shampoos, cremes e medicamentos que aliviam os sintomas, principalmente a coceira, e que devem ser indicados por um dermatologista.

Sarna

A sarna é causada por um pequeno inseto chamado ácaro da coceira humana. Se esses ácaros penetram no couro cabeludo, ele poderá coçar bastante. A coceira é o sintoma mais comum da sarna e pode ser tão forte que o mantém acordado à noite. Para ter certeza de que está com sarna, você deve consultar o seu médico. “Se você tiver sarna, precisará de tratamento, que só está disponível com receita médica”, diz o médico.

 Problema nervoso

Coceira no couro cabeludo sem sinal de erupção cutânea ou outra reação na pele pode ser sinal de um problema nervoso, chamado pelos médicos de neuropatia. Trata-se de um problema ao longo de um nervo causado por um dano, doença ou anormalidade no funcionamento desse nervo. As doenças que podem afetar os nervos incluem a herpes zoster e o diabetes. Em um caso em que houve perda de cabelo que causou cicatrizes profundas, as cicatrizes podem ter danificado os nervos. Esse dano pode causar coceira no couro cabeludo.

 Hábitos causadores de fungos

Alguns hábitos como o de dormir com o cabelo molhado e usar bonés e chapéus também podem causar coceira na cabeça. Essas ações podem propiciar a proliferação de fungos no couro cabeludo, o que gera a coceira.

Para prevenir esses problemas, deve-se manter a boa higiene dos fios, usando produtos adequados para cada tipo de cabelo para não causar alergias ou ressecamentos. Há várias opções de shampoos que evitam a coceira e a oleosidade excessiva, mas é fundamental procurar ajuda médica antes de iniciar qualquer tipo de tratamento. A hiperidrose, suor em excesso, também pode causar coceira no couro cabeludo, por aumentar a umidade no local.

Outras doenças

Algumas vezes a coceira na cabeça pode sinalizar que há algo errado no organismo como um todo, podendo ser uma doença. O hipotireoidismo por exemplo pode causar ressecamento da pele no geral, o que provoca coceira inclusive no couro cabeludo, assim como as doenças hepáticas e renais.

Assim, quando a pessoa está com uma dessas doenças e apresenta coceira intensa no couro cabeludo, pode ser um sinal de que o quadro está descontrolado e é preciso procurar atendimento médico. No caso da enfermidade estar controlada, pode ser o caso de ajustar as doses dos remédios ou buscar outras causas da coceira.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here